Designer, se você gosta de algo, vai fundo!

Publicado em 9/19/2018

Porque as pessoas detestam as coisas que você ama? Se você passa por isso ou já passou esse artigo vai te ajudar a continuar amando sua coisas e sua opinião. Todos nós amamos alguma coisa que outras pessoas acham um lixo, não gostam e isso não foge muito da nossa área em Design gráfico. Você precisa ter coragem para continuar amando o seu lixo, porque o que nos torna únicos é a diversidade e a amplitude de nossas influências.

Vou aproveitar o tema e contar a história de um catador de lixo, residente de Nova York e que abriu um museu com artes coletadas do lixo, isso mesmo, do lixo. E fazer um link com o dia a dia do designer gráfico.

Primeiro vou começar com a história de Nelson Molina que começou a colecionar pequenos pedaços de artes e objetos únicos que encontrava descartados ao longo de seu trajeto limpando as ruas de Nova York. Sua coleção hoje apresenta mais de mil pinturas, cartazes, fotografias, instrumentos musicais, brinquedos e outras coisas perecíveis, ou seja, apenas o que Molina gosta. O nome do Museu não poderia ser outro, Museu do Lixo. Com a contribuição de alguns de seus colegas de trabalho, Molina decide o que vai para a parede ou não. Ele decide a partir do gosto dele o que será ou não exposto em seu Museu, independente de outras opniões.

Mergulhar na lixeira é um dos trabalhos do artista. Encontrar o tesouro no lixo de outras pessoas, percorrendo os escombros da cultura de NY, prestando atenção às coisas que todos estão ignorando, e inspirando-se nas coisas que as pessoas jogaram fora por qualquer motivo. Ou seja, amando o que alguém algum dia detestou.

"Digo para os caras: basta trazer e vou decidir se devo ou não pendurar"

Embora encontre coisas das quais gosta genuinamente, não se sinta mal por isso mesmo que as outras pessoas o julguem. Não se sinta culpado pelo prazer que as coisas que aprecia lhe dão. Sinta-se feliz e orgulhoso. E essa diversidade de “gostos” está inserida no Design gráfico, assim como em outras áreas. Mas vale lembrar que design não é somente “gosto”, feio e bonito, amor e ódio. Primeiro você precisa saber o conceito que está por trás daquela arte, daquele projeto. Sem sabermos o conceito, o porque daquilo, como ele foi feito e elaborado nossa opinião é meramente uma questão pessoal.

5 motivos para não desistir da sua opinião:
  • Sua criatividade é única e ninguém pode mudá-la, ela faz parte da sua personalidade.

  • O design é uma mistura de ações intuitivas e intencionais.

  • Ninguém nasce criativo, isso é aprendido com o tempo, com muita leitura e informação.

  • Qualquer pessoa pode aprender a ser criativa, caso você não se considere.

  • O design é uma tarefa confusa, com inúmeras ideias não usadas.

Quando compartilha sua aptidão por tal coisa e suas influências, é necessário ter estômago para lidar com isso. Seja aberto e honesto em relação ao que gosta, porque isto atrairá pessoas que gostam dessas coisas também. O importante é manter o seu foco e não deixar que os outros façam isso por você.

Cada um tem o seu interesse pessoal e o seu perfil. Imagine se fossemos todos iguais, com a mesma preferência? Onde estaria a criatividade agora? Praticamente qualquer pessoa pode aprender a melhorar a sua capacidade criativa, basta implementar métodos conscientes de pensamento e execução. Portanto pegue inspiração de onde quer que venha e seja feliz!

Siga-me Facebook | Twitter | Behance

Assine minha newsletter

© 2020 Pri Bellafronte. Todos os direitos reservados.