Olá pessoal, tudo bem? Hoje vou falar desse livro super interessante que li recentemente, Conversas com Paul Rand. Para quem é da área de design gráfico, é uma leitura fundamental e muito agradável. É um livro pequeno e rápido de se ler. E é tão gostoso de ler que realmente parece que você está ali, no meio de uma conversa com pessoas super talentosas, falando coisas interessantes e que agregam valor. E a conclusão é de que valeu cada palavra da conversa.

Para os que não sabem, quem foi Paul Rand? Paul Rand (1914-1996), foi um dos maiores designers gráficos norte americanos, tendo sua carreira atravessado gerações e várias etapas importantes da história do design. Contribuiu com diversos projetos como artigos, artes, livros e palestras. Uma passagem do livro reflete bem o que Rand pensava sobre design: “Rand repudiava tudo que fosse considerado design aceitável ou, como ele falava, apenas retratos da Uncle Joe (Uncle Joe era a personalização do americano típico, branco e de cidade pequena, que acabou se tornando marca de vários produtos), e ainda complementa: Isso não resolve nenhum problema..é pensamento mediado. Depende unicamente da habilidade do ilustrador.” Seus projetos para revistas uniam simplicidade e abstração. Cada detalhe era estrategicamente planejado para atrair o olhar.

Conversas com Paul Rand foca em entrevistas com pessoas próximas de Paul Rand e tem como editora a nossa tradicional Cosac Naify. O livro foi organizado pelo autor Michael Kroeger, e busca trazer ideias de Paul Rand sobre design, comunicação visual, filosofia do design, processos criativos, dicas de livros fundamentais para a formação e ensino de design gráfico, além de questionamentos sobre a profissão. Uma coisa legal é que no decorrer do livro há frases destacadas e bem interessantes para nós, e ao final do livro, 6 profissionais da áreas contam sobre suas experiências pessoais com Paul Rand.

Abaixo deixo alguns trechos do livro que achei interessantes:

Rand: Você tem que definir todos os seus termos, definir o que é design. Você sabe o que é design? O que é design? Os alunos tem que entender que diabos estão fazendo. Nas escolas de artes, as pessoas assumem que todo mundo entende tudo, mas não é verdade. Você fala sobre design e não há definição, e todos tem ideias diferentes sobre o que seja design. Alguns pensam que é a gravata do pai. Outros pensam que é a camisola da mãe. Outros ainda acham que é o tapete da sala. Outra pessoa está pensando que é o papel de parede do seu banheiro. Entende? Isso não é design. Isso é decoração.

Todos tem ideias diferentes sobre o que seja design.
Paul Rand

Rand: Toda a arte é feita de relações, toda a arte. É por onde você deve começar. Design é relação. Relação entre forma e conteúdo. E isso deve ser ensinado até que os alunos estejam mortalmente entediados.

Rand: Só posso responder por aquilo que eu mesmo fiz, então eu não sei. No mundo todo, com certeza alguém deve ter feito algo parecido. Mas não me preocupo. Se você se preocupar com isso, nunca vai fazer nada. Porque é bem provável que alguém tenha feito o mesmo que você. Então, quando faço alguma coisa, esqueço essa questão – a menos que eu saiba que aquilo já tenha sido feito – nesse caso seria estupidez da minha parte fazê-la de novo.

O casamento com a forma e o conteúdo é a realização do design.
Paul Rand

Patel: Como profissionais do design estamos lidando a maior parte do tempo com a estética do cliente..

Rand: Bem este é o problema que você tem em ser um designer e se relacionar com clientes. Reconheço que este seja um dos problemas. Não olhamos para as coisas da mesma maneira. Então você argumenta, se desdobra, faz tudo o que pode, planta bananeira, só para marcar sua posição –  porque as duas partes não estão falando a mesma coisa. Você deveria falar de estética com o cliente.

Kroeger: Porque a esposa dele pode gostar de roxo.

Rand: É verdade! Se você tiver sorte, a esposa do cliente não vai gostar de roxo. Mas o que fazer? Estética é a única coisa sobre a qual você pode conversar. Assim como o ser um designer é um conflito entre você e o problema ou entre você e o cliente, o design é um conflito entre forma e conteúdo.

O casamento com a forma e o conteúdo é a realização do design.
Paul Rand

O computador não te ensina a ser um designer. Achei interessantíssima essa frase e acho que super se encaixa no momento que estamos passando por hoje. Muitas pessoas se intitulam “designer” só por saber manipular alguns softwares. Poucos sabem que o mais importante quando se está criando algum projeto é, literalmente, por a mão na massa, isso é o que vai distinguir um designer profissional de um operador de computador. O mais importante no design é a teoria, e se você não tiver alguma “bagagem” não vai chegar a lugar nenhum apenas sabendo manipular softwares.

Resultado de imagem para paul rand

Algumas marcas criadas por Paul Rand.

 

Rand ainda cita sobre o processo de criação. “Graham Walls, autor de The Art of Thought, foi inteligente o bastante para inventar o método de gestação de ideias: primeiro, investigar todos os aspectos do problema, fazer esboços – grosseiros ou bem acabados. Essa é a primeira parte do processo, chamada de preparação. A segunda é a incubação. Você simplesmente esquece o assunto e o deixa incubado. Simplesmente esquece do assunto. Se estou fazendo algo e tenho dificuldades com isso, eu esqueço e volto a ele dias depois. A terceira etapa é a revelação, ou iluminação. Você esperou o seu tempo e de repente uma há uma revelação. Surge uma ideia. Depois disso você coloca em prática e verifica se ela corresponde ao que gostaria de fazer. Depois de toda a ideia executada, você olha para o resultado e o avalia. Vê se funciona, se as pessoas concordam ou se você discorda.

Gestação de ideias:

  • Preparação
  • Incubação
  • Revelação/iluminação

Bom, essa foi a minha resenha com algumas partes que separei e achei bem interessantes em compartilhar com você. Se você quiser acompanhar mais o trabalho desse designer não deixe de acessar o site dele: Paul Rand.

Espero que tenham gostado. Não deixe de comentar abaixo. Faça bom proveito e se tiver alguma dúvida basta entrar em contato.

Siga-me Facebook | Twitter | Behance

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu