Como se sentir seguro ao contratar um designer a distância?

  1. Início
  2. Dicas
  3. Como se sentir seguro ao contratar um designer a distância?

Tenho reparado que muitos clientes se sentem inseguros ao contratar um designer que não more na mesma cidade, se sentindo mais seguros se estiverem mais próximo do designer, ou da agência. Mas se o medo é que o trabalho não dê certo, a pergunta é, e se a agência ou o designer que está próximo também não der certo, ou pior ainda, te passar a perna? O prejuízo ou a perda de tempo não será mesma?

Hoje em dia há diversos meios de se proteger de maus designers ou agências, seja por meio de contratos, pela própria conversa por email, através das redes sociais denunciando essas pessoas e agências.

Uma dica bem legal antes de você fechar qualquer projeto é você pesquisar sobre o designer / agência, ver o perfil nas redes sociais, olhar comentários, buscar referências de trabalhos anteriores, pedir telefone, endereço, CPF, CNPJ, caso o designer / agência tenha e isso vale o mesmo para nós designers, para não correr o risco do cliente sumir no meio do projeto, ou seja, fazer uma busca detalhada sobre a pessoa / agência ou cliente.

E se mesmo assim o designer/cliente sumir? O que fazer?

É uma situação muito chata, porém temos que correr atrás. No caso do designer sumir normalmente ele tem site, perfil em rede social, email, e portanto, é mais fácil de encontrá-lo e tentar dialogar sobre isso. Caso não haja resultado, o que pode ser feito é fazer uma avaliação nas redes e site que o profissional está, imprimir os emails e o contrato levando no PROCON.

É bem desgastante, mas isso não é um problema que é evitado trabalhando com uma agência ou com um designer da mesma cidade, pois este problema em si não é originado pela distância ou pela falta dela. O importante é sempre ter um contrato, termos do trabalho, assim você pode correr atrás caso tenha algum tipo de prejuízo.

O que faço e normalmente evita a maior parte dos problemas é trabalhar com contrato. O contrato pode ser simples, passado via email (nele peço CPF, contatos e afins). Após enviado, espero o cliente ler e me responder, informando que está de acordo com os termos. Somente após isso e o pagamento do sinal combinado, os trabalhos são iniciados. Assim ambos ficam cientes e de acordo com todos os termos nesse novo projeto que se inicia.

Portanto, o fato do designer ser a distância não é o problema, e sim a má personalidade e a falta de respeito. Isto não é exclusividade de trabalho a distância, e pode ocorrer em qualquer relação de trabalho. Fale frisar mais uma vez, é muito importante ter um contrato, com os termos de trabalho e com a aprovação do cliente.

Siga-me Facebook | Twitter | Behance

Espero que tenha gostado. Não deixe de comentar abaixo caso conheça alguma história parecida.
Faça bom proveito e se tiver alguma dúvida basta entrar em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu