Tenho uma marca. E agora?

Publicado em 4/1/2020

Muitos clientes têm dúvidas recorrentes sobre o que fazer depois que a marca está pronta. Eles acabam desistindo e gastando dinheiro a toa com a criação de uma marca. E  infelizmente, muitos designers simplesmente fazem a marca, entregam e pronto. Não dão um suporte, dicas de como se comportar depois que a empresa criou uma boa marca. Não basta ter uma marca com um bom conceito e bem executada. Uma boa marca é apenas o ponto inicial para que você faça com que a sua marca / empresa tenha destaque no meio dessa concorrência e desse mercado tão saturado. Sua empresa / marca está passando por isso? 

Para tentar ajudar a resolver estes problemas, esse post tem como objetivo de auxiliar no momento de aproveitar sua marca e destacar sua empresa. E o principal, claro, não desistir! Sabemos que a jornada é longa. Não é da noite para o dia que a sua empresa será reconhecida. Não basta apenas jogar no Facebook / Instagram que você terá um reconhecimento imediato. Pelo menos comigo não foi assim. Então, seguem algumas dicas que eu utilizo e que acho super válido para que você possa dar continuidade no seu projeto e se destacar. Logicamente são dicas genéricas, e tudo depende de muitos fatores, por exemplo, o tamanho da empresa, o setor que atua. Cabe a você adaptar estas dicas para sua realidade.

Manter sempre a mesma identidade visual

Eu acredito fielmente que essa é uma dica das mais importantes. Mas porque? Vamos pensar juntos. Você criou a sua marca, com paletas de cores, tipografia e todo um padrão a ser seguido. E para reduzir custos, o que é é normal, você resolveu criar seus próprios posts ou passou para um outro designer mais em conta. Até aí, tudo bem. O problema está em você ou este outro designer não seguir a identidade que foi criada para a marca. Trocar a fonte, usar a marca de modo incorreto. Estes erros vão, aos poucos, afastando o seu público-alvo e deixando a sua marca com menos credibilidade. Entendeu? Isso mostra que você não está seguindo os passos da sua própria marca.

Para isso é importante ter um manual da marca, para que todas as pessoas que vão utilizar a marca, possam utilizá-la do jeito certo. Mas o que é um manual da marca? O manual da marca é o lugar onde estão informações importantes da sua marca. Nele estão os códigos das cores, a fonte utilizada, as possibilidades de assinaturas e aplicação da marca. Nem todos os serviços de criação de marca incluem um manual da marca. Normalmente, a criação é negociada separadamente com o designer. 

Eu, por exemplo, ofereço aos meus clientes que desenvolvem um projeto de marca, um mini manual da marca, que é um arquivo que contém as informações básicas sobre a marca que eu criei, como a fonte, código das cores, aplicação da marca, possibilidades de assinaturas. São informações básicas, mas que ajudam ao próximo designer ou a pessoa que for trabalhar na marca a não cometer o erro de fugir do padrão da identidade da marca. Para quem está começando é um bom manual e serve para o pontapé inicial, além de custar mais barato do que um completo. Agora, se a sua empresa for média ou grande, e muitas pessoas irão utilizar a marca para criação de papelaria, posts, é fundamental ter um manual da marca completo, e que seja divulgado para todos da empresa.

Veja no exemplo da imagem o padrão na tipografia, cor, estilo de foto.

Definir qual é o melhor ponto de contato da sua empresa.

Acredito que este também seja um dos itens mais importantes da lista de recomendações. Pontos de contatos são os pontos onde a sua empresa tem mais contato com o cliente principal. Cada ponto de contato é uma oportunidade para aumentar a consciência da marca e promover a fidelidade do cliente. No meu caso, por exemplo, o meu ponto de contato principal é o meu site site e minhas redes sociais. Mas isso não quer dizer que eu não possa fazer um cartão de visita e distribuir por aí. Cada empresa terá o seu ponto de contato principal. Basta perceber qual é o que traz mais retorno para a sua empresa.

Alguns exemplos de pontos de contato: Sites, newsletters, cartão de visita, boca a boca, blogs, papel timbrado, telefone, produtos, mídias sociais, propaganda e etc.

Ter um site.

A internet transformou e mudou a forma de visibilidade da marca / empresa. Hoje uma empresa sem site ou sem uma presença online é praticamente uma empresa que não quer se destacar ou competir. Os sites estão sempre evoluindo e não podemos ficar para trás. Nos sites, podemos compartilhar a visão da nossa empresa, melhorar o marketing e apresentar as estratégias da marca. Além disso, pode ser usado como um canal de vendas, expandindo ainda mais o número de clientes. 

Através do site podemos fornecer informações sobre serviços, atualizar conteúdos, consolidar a gestão da marca e construir envolvimento da marca com o cliente.

Anúncio no Google.

Google Ads é a plataforma de anúncios e principal fonte de receita do Google. Nele, o próprio anunciante desenvolve seus anúncios e determina onde exibi-los, seja na Rede de Pesquisa, em diversos sites pela Rede de Display ou até em outros produtos como Youtube e Gmail. Depois de criar uma conta no Google Ads e configurar as opções de faturamento (a ferramenta aceita pagamentos via cartão de crédito ou boleto), você tem a possibilidade de escolher qual o tipo de campanha você quer desenvolver. 

Não irei me aprofundar muito nesse assunto, pois não é minha especialidade. Mas depois que passei a utilizar, o número de visitas, de emails solicitando orçamentos e, principalmente, a conversão em vendas, melhorou. Então, fica aqui essa dica.

Ter um blog.

Um blog é um site que serve para publicar conteúdos, como artigos e fotos. Essas publicações são chamadas de posts e são uma base importante para uma boa estratégia de Marketing Digital. Além de ser uma ferramenta que tem potencial de ajudar uma empresa a ganhar autoridade, aparecer no topo dos buscadores e, é claro, vender mais.

Ao escrever sobre seu mercado de atuação, produto ou serviço, você demonstra conhecimento de causa, o que gera autoridade para o seu negócio e ajuda a vender mais. É uma maneira de ser visto como alguém que sabe do que fala, o que gera credibilidade para a sua empresa. 

Ao publicar conteúdos em um blog, sua empresa tem mais páginas a serem indexadas no Google em comparação com um site comum. Isso também aumenta a probabilidade de outros sites linkarem para o seu, o que melhora o posicionamento nos buscadores e atrai mais visitas.

Depois que eu passei a escrever no blog do meu site, as buscas e principalmente o rank no Google melhoraram muito. Não estou no topo, mas a melhora é nítida. Lembrando, não é da noite para o dia. Temos que insistir, insistir e insistir. Escrever muito e achar o seu público-alvo. 

Marketing Boca a boca

E não podemos esquecer do marketing de boca a boca, que é uma estratégia importante e que é de graça!  Os clientes satisfeitos contam a outras pessoas o quanto gostam de uma empresa, de um produto, de um serviço. E com crescimento exponencial da comunicação através da mídia online, esse diálogo espontâneo fica ainda mais evidente, podendo ser compartilhado, curtido, comentado, avaliado por muitas de pessoas ao mesmo tempo. 

Conforme os fãs vão criando um relacionamento emocional com a marca eles também vão se tornando vendedores, dispostos a falar sobre o produto ou serviço, elogiar e indicar.

Dessa forma você cria uma vantagem competitiva diante de seus concorrentes. O consumidor de hoje não busca apenas produtos ou serviços, ele é mais exigente. Isso porque ele está mais conectado, recebe mais informações, mais influências pela opinião de outras pessoas e também tem mais poder para ampliar o alcance de sua voz.

Portanto, não basta ter um ótimo produto ou serviço. É preciso ouvir o consumidor e oferecer a ele uma experiência memorável.

 

Essas foram as minhas dicas, dicas que uso no meu dia a dia e onde sempre procuro aprimorar cada um desses itens. Não é fácil ter visibilidade, não é da noite para o dia que vamos nos destacar. É preciso ter paciência, perseverança, foco e determinação. Empresas grandes têm visibilidade rápida pois tem investimentos e dinheiro, mas nós, meros mortais, pequenas e médias empresas, podemos sim nos destacar no meio da nossa concorrência. Então, vamos a luta? 

Se você tiver mais alguma dica, comente que acrescento no post.

Caso precise de um bom profissional para a criação da sua marca e / ou da sua identidade visual, para você ou para a sua empresa, basta entrar em contato que estarei a sua disposição.

Espero que tenham gostado. Não deixe de comentar abaixo. Faça bom proveito e se tiver alguma dúvida basta entrar em contato.

Assine minha newsletter

© 2020 Pri Bellafronte. Todos os direitos reservados.